Blog

03 dez 2021

Venda direta da Industria ou e-comerce industrial.

Classifique nosso post [type]

Conheça os principais pontos para que sua indústria inicie um comércio eletrônico de venda direta ao consumidor final.

Estamos em um dos momentos mais desafiadores de toda a história: pandemia de covid-19, recessão econômica, novas formas das empresas se relacionarem com os consumidores e diante desse cenário, precisamos sempre estar buscando novas alternativas e formas de realizar negócios.

No caso da indústria, por muito tempo a possibilidade de se vender diretamente ao cliente final era pouco viável. Isso porque abrir uma loja especificamente para atender essas pessoas exigiria um investimento muito grande, além do desconforto em relação a concorrência com os clientes já existentes (intermediários). Por isso, é necessário avisar os parceiros de negócios sobre a nova estratégia de criar um e-commerce que será adotada.

O comércio online ou e-commerce, vem se mostrando uma ótima alternativa para aumentar as vendas das indústrias. Vender pela internet não tem custos tão altos assim, ainda mais para empresas que já têm produtos estabelecidos no mercado. Trata-se de uma venda incremental, que geram recursos para pagar seus Custos Fixos, como a Folha de Pagamento e melhoram o Fluxo de Caixa, já que os novos consumidores que estão entrando no comércio online tendem a comprar parte dos produtos nas lojas e outra parte diretamente nos sites das indústrias.

Ao seguir para as vendas online, o fabricante melhora a experiência do consumidor final com toda a sua linha de produtos e, muitas vezes, utiliza esse canal para testar lançamentos e acompanhar indicadores de performance e de satisfação do cliente com seus produtos e serviços.

Ao eliminar os intermediários, a indústria tem um controle maior da marca. Por outro lado, é obrigada a criar estratégias online, que envolvem vários aspectos, dentre eles o planejamento tributário.

Existem prós e contras nessa decisão:

Prós

  • Expandir seu público
  • Diminuir a quantidade de intermediários
  • Facilidade de se vender online

Contras

  • Relação com clientes antigos
  • Parte burocrática
  • Estrutura da empresa.

Neste conteúdo a OMNIA Consult listou 5 passos essenciais para criar um e-commerce industrial, vale a pena conferir!

1.Faça o planejamento da venda

Defina qual o tipo do produto que pretende vender. Avalie o valor do capital que será investido. Considere custos e despesas fixas, despesas variáveis,  elabore um Fluxo de Caixa para o negócio e aproveite para definir também em qual segmento ou nicho vai atuar, o público-alvo que deseja alcançar e quem serão os seus concorrentes. Defina também a operação logística de como fará a entrega deste produto.

2.Defina a Plataforma de venda

Escolha a plataforma de e-commerce ou um marketplace. A plataforma funciona como a espinha dorsal do seu e-commerce, pois é nela que estão concentradas praticamente todas as funcionalidades do negócio. Sendo assim, ela precisa ser a mais completa possível, oferecendo à sua loja online o suporte necessário para que as vendas aconteçam e os clientes tenham uma excelente experiência de compra. Existem ótimas opções de empresas que atuam como plataformas de vendas (Cielo, Jetecommerce, Shopify e etc).

3.Forma de pagamento da venda

Escolha o sistema e meios de pagamento. A escolha do sistema de pagamento é um fundamental que você deve dar para criar um e-commerce. Você pode optar por três opções:

A primeira é o intermediador de pagamento, que cobra uma taxa fixa por transação. O valor pago é transferido para a sua conta, descontando as taxas pelo uso do serviço (Pag seguro ou Paypall por exemplo).

A segunda é o gateway de pagamento, que conecta sua loja com os agentes financeiros. Trata-se de uma solução mais avançada, diretamente integrada com o sistema da loja, na qual o cliente escolhe a bandeira do cartão e insere os seus dados. A rede do cartão confere se há saldo e libera ou não o pagamento.

A terceira opção é a integração direta com o adquirente, onde você é o responsável por realizar o processo de integração e gestão de risco (Emissão de boleto por exemplo).

4. Capriche no conteúdo dos produtos e na estratégia de Marketing

A produção do conteúdo dos produtos é o quarto passo essencial que deve ser dado para criar um e-commerce. Lembre-se de que, no ambiente online, os clientes não têm como pegar os itens com as mãos para conferir texturas, cores, tamanhos e formatos. É por meio do conteúdo que você fará a descrição de tudo para o público.

Invista na produção de conteúdo próprio, preocupando-se em vender benefícios, em vez de qualidades. Fotografe os produtos em diferentes ângulos e explicite os diferenciais que cada um deles oferece.

Um conteúdo de qualidade também ajuda a posicionar melhor a sua loja nos mecanismos de busca, atraindo mais clientes e aumentando as suas vendas.

Por fim, invista em ações de marketing. Ter uma boa estratégia de marketing é fundamental para atrair e fidelizar clientes. Aqui, recomendamos que você contrate uma agência especializada para desenvolver campanhas com adwords (compras de palavras-chave), e-mails marketing e os banners da sua loja virtual.

5. Tenha um planejamento tributário

Importante destacar que a venda direta para o consumidor final precisa estar amparada por um estudo tributário que indique os impostos que serão exigidos na transação.

Neste tipo de venda, devem ser recolhidos os impostos Federais (PIS, Cofins, IPI, IRPJ e CSLL), além do imposto estadual (ICMS). Destacando-se que em relação às operações e prestações que destinem bens e serviços a consumidor final localizado em outro Estado, adotar-se-á para o ICMS:

  1. a) a alíquota interestadual, quando o destinatário for contribuinte do imposto;
  2. b) a alíquota interna, quando o destinatário não for contribuinte deste imposto.

A OMNIA Consult pode oferecer a você empresário o suporte adequado para a sua empresa. Possuímos um amplo leque de serviços em assessoria contábil e fiscal para pequenos e médios negócios, incluindo:

  • Abertura e regularização de empresas;
  • Escrituração de movimentos fiscais;
  • Apuração e emissão de guias para pagamento de impostos;
  • Entrega de obrigações acessórias exigidas pelo fisco;
  • Cálculo da Folha de pagamento e Pró-Labore;
  • Contabilidade digital com elaboração de Balanços e Balancetes periódicos;
  • BPO Financeiro e Fluxo de Caixa;
  • Certificado Digital
  • Dentre outros serviços em contabilidade.

Entre em contato com a gente e vamos juntos.

WhatsApp: 11. 98886-9204
Fone: 11. 2097 7021
e-mail: [email protected].
Rua Tijuco Preto, 393 – Conjunto 172 – Tatuapé – São Paulo/SP | CEP: 03316-000